Principal Entretenimento Por que Michael Berryman nasceu com o rosto e o crânio estranhos? Saiba mais sobre sua displasia ectodérmica hipoidrótica, descoberta de George Pal, carreira no cinema de terror e bullying infantil!

Por que Michael Berryman nasceu com o rosto e o crânio estranhos? Saiba mais sobre sua displasia ectodérmica hipoidrótica, descoberta de George Pal, carreira no cinema de terror e bullying infantil!

postado porBiografia de casado

Michael Berryman é o nome da celebridade que converteu sua deficiência médica e congênita em algo benéfico! Conte-nos como este ícone dos filmes de terror alcançou o seu sucesso apesar de não ter uma aparência tão bonita devido ao seu estado de saúde com o qual nasceu!

Michael Berryman sofria de ‘ displasia ectodérmica hipoidrótica ‘. Esteve presente desde o nascimento. É uma condição muito rara em que o indivíduo apresenta menos glândulas sudoríparas e, associadas a isso, existem problemas de desenvolvimento relacionados ao cabelo, pele, dentes e unhas. Ele não tem sobrancelhas, dentes e unhas e tem uma cabeça pequena. Devido a esta condição incomum, Michael Berryman tinha uma aparência única que usou a seu favor. Sua aparência se encaixava nos personagens de filmes de terror e personagens vilões e o ajudou a conseguir esses papéis.



Carreira de Michael Berryman

O primeiro papel de Michael Berryman foi o de Plutão no filme The Hills have Eyes em 1977. Ele também reprisou o papel em The Hills have eyes II em 1985. Para o filme The Hills have eyes, Michael Berryman teve que filmar no deserto onde o as temperaturas costumavam ir além de 100 graus Fahrenheit. Por não ter glândulas sudoríparas, seu suor era menor e ele achava difícil manter sua temperatura no deserto e teve que tomar cuidados especiais para evitar insolações.

1

Em 1985, Micheal foi visto em My Science Project (1985), Weird Science (1985), Armed Response (1986), Evil Spirits (1990), Guyver em 1991 e Brutal em 2007. Ele também apareceu em The Crow, de 1994. Ele também apareceu em alguns episódios de Star Trek: The Next Generation e em The X Files. Ele retratou o personagem do diabo em 2 episódios de Highway to Heaven.

Ele é comumente visto nas convenções de Horrorfind. Ele também assinou e concluiu com sucesso projetos internacionais, como o filme de terror britânico-canadense 'Below Zero' em 2012. Ele foi um convidado especial no San Antonio Horrific Film Fest 2010. Além de uma filmografia impressionante, Michael Berryman também ganhou vários prêmios e indicações por sua grande representação dos personagens satânicos, monstruosos, vilões e lunáticos que ele interpreta. Sua aparência física contribui para fazer os personagens parecerem tão reais e odiados.



Ele ainda desempenha papéis em filmes do gênero terror, ciência e ficção. Ele alcançou a fama de superstar no gênero de filmes de terror.

Provável radiação causou isso

Michael disse em uma entrevista que seu pai, Sloan Berryman, era neurocirurgião e foi designado para Hiroshima em 1947 pela Marinha. Michael nasceu na mesma época em que seu pai foi exposto às radiações e seus efeitos nocivos levaram à condição de Michael.

Fonte: YouTube (Michael Berryman)



Michael também tinha um pequeno crânio com ossos fundidos que precisava ser aberto para permitir que o cérebro crescesse. Ele também sofreu bullying na infância devido à sua condição e aparência estranha. Michael iria direto para os pais das crianças que o provocavam e reclamaria com eles dizendo que seu filho é um pirralho. Ele se formou em História da Arte e estava no ramo quando o diretor George Pal o descobriu.

Relacionamentos de Michael

Michael nasceu em 4 de setembro de 1948 em LA. Sua mãe era Barbara e ele tem uma etnia mista; o pai era irlandês do norte, inglês e alemão, enquanto a mãe era tcheca, alemã e sueca. Seu pai, Sloan Berryman, era neurocirurgião.

dana perino tem filhos

Fonte: 7Wallpaper.net (Michael Berryman ainda forma um de seus filmes)

Michael é um homem casado. O nome de sua esposa é Patricia Berryman. Eles moram em Clearlake, Califórnia. Não se sabe se eles têm filhos.