Principal Pesquisa De Mercado Conduzindo pesquisas de mercado online: dicas e ferramentas

Conduzindo pesquisas de mercado online: dicas e ferramentas

Você já pode ler Y estar conduzindo pesquisas de mercado on-line para sua empresa, mas talvez você não saiba. Algumas das ferramentas mais fáceis de usar e mais comuns estão localizadas na ponta dos dedos. Pesquisas na web, questionários online, formulários de feedback do cliente - todos ajudam a reunir informações sobre o seu mercado, seus clientes e seus futuros negócios em potencial.

O advento da Internet proporcionou às pequenas empresas uma riqueza de recursos adicionais para usar na realização de pesquisas de mercado gratuitas ou de baixo custo. As páginas a seguir descreverão os diferentes tipos de ferramentas para conduzir pesquisas de mercado on-line, passarão pelas categorias gerais de pesquisas de mercado e aconselharão você como criar os melhores questionários on-line.



Ferramentas de pesquisa de mercado online



As técnicas a seguir podem ser usadas para reunir informações de mercado com a ajuda de alguns cliques do mouse e pressionamentos de tecla:

  • Pesquisa por palavra-chave. Você sabe como fazer uma pesquisa simples na Web usando mecanismos de pesquisa como Google e Yahoo. Dê um passo adiante, pesquisando por 'palavras-chave' que as pessoas usariam para encontrar seu tipo de produtos ou serviços na Internet. Veja quanto interesse existe nessas palavras-chave - e quantos concorrentes você tem neste mercado. As pesquisas por palavra-chave também podem ajudar a lembrá-lo de nichos de produtos que você pode não ter considerado. Existem outros motivos para realizar pesquisas por palavra-chave. - Primeiro, você será lembrado de nichos de produtos nos quais talvez não tenha pensado. diz Jennifer Laycock, editora-chefe do Search Engine Guide, um guia online para mecanismos de pesquisa, portais e diretórios. “Em segundo lugar, esses serviços também fornecem uma estimativa de quantos sites existentes já usam essa frase”, continua Laycock. 'Quantos sites existentes já oferecem esse produto.' WordTracker e Trellian's Keyword Discovery são motores de busca de palavras-chave populares.
  • Links do concorrente. Um mecanismo de pesquisa tradicional também pode ajudá-lo a verificar seus concorrentes, seus preços e suas ofertas. Tente digitar 'link: www. [Nome do concorrente] .com' no Google para descobrir quantos outros sites possuem links para o site do seu concorrente. “É uma ótima maneira de ver o desenvolvimento de links e as campanhas de relações públicas de um concorrente”, diz Shari Thurow, especialista na Web e autora do próximo livro Search Engine Visibility. 'O concorrente está promovendo um produto ou serviço semelhante ao seu? Talvez você consiga publicidade porque tem um produto novo ou melhor. '
  • Leia blogs. Os blogs são atualizados com muito mais regularidade do que os sites tradicionais e, portanto, podem ser mais um medidor da opinião pública. Pesquise blogs usando mecanismos de pesquisa específicos para blogs, como Technorati ou Nielsen BuzzMetrics ' Blogpulse . 'Os blogs tendem a se mover em um ritmo mais rápido e ter um tom mais informal, então é mais provável que você comece a conversar sobre um novo tipo de produto ou necessidade em um blog do que em um site padrão', diz Laycock.
  • Conduza pesquisas online. Outra forma de medir a opinião pública é por meio de pesquisas online. Embora não sejam tão científicas quanto as pesquisas pessoais ou por telefone que usam uma amostra aleatória da população, as pesquisas online são uma forma de baixo custo de fazer pesquisas de mercado sobre se uma ideia ou um produto será atraente para os consumidores. Agora, muitas empresas se oferecem para realizar pesquisas on-line para você ou fornecem à sua empresa as ferramentas para realizar sua própria pesquisa. Algumas empresas de pesquisa online incluem Questionário EZ , KeySurvey , e WebSurveyor .

Ferramentas e técnicas de pesquisa



Há uma variedade de tipos de ferramentas de pesquisa de mercado - tanto offline quanto online - que são usadas por muitas grandes empresas e podem estar disponíveis para pequenas e médias empresas. Quando essas técnicas envolvem pessoas, os pesquisadores usam questionários aplicados por escrito ou de pessoa a pessoa, seja por entrevista pessoal ou por telefone, ou cada vez mais online. Os questionários podem ser fechados ou abertos. O primeiro tipo fornece aos usuários opções para uma pergunta ('excelente', 'boa', 'razoável'), enquanto as pesquisas abertas solicitam reações espontâneas e as capturam como dadas. Os grupos focais são um tipo de solicitação de opinião, mas sem questionário; as pessoas interagem com produtos, mensagens ou imagens e os discutem. Os observadores avaliam o que ouvem.

As categorias principais são as seguintes:

Quão alta é Kyra Sedgwick
  1. Pesquisa de público. A pesquisa de público visa descobrir quem está ouvindo, assistindo ou lendo rádio, TV e mídia impressa, respectivamente. Esses estudos em parte definem o perfil do público e em parte determinam a popularidade do meio ou partes dele.
  2. Pesquisa de produto. Os testes de produto, é claro, estão diretamente relacionados ao uso do produto. Bons exemplos são os testes de degustação usados ​​para escolher os sabores mais populares - e os testes do consumidor de protótipos de veículos ou dispositivos para descobrir recursos ou designs problemáticos.
  3. Análise de marca. A pesquisa de marca tem características semelhantes de criação de perfil ('Quem usa esta marca?') E também visa identificar os motivos da fidelidade à marca ou inconstância.
  4. Perfil psicológico. O perfil psicológico visa construir perfis de clientes por temperamento, estilo de vida, renda e outros fatores e vincular esses tipos a padrões de consumo e patrocínio da mídia.
  5. Scanner Research. A pesquisa de scanner usa varreduras de contador de caixa de transações para desenvolver padrões para todos os tipos de usos finais, incluindo estoque, é claro. Do ponto de vista do marketing, as varreduras também podem ajudar os usuários a rastrear o sucesso dos cupons e a estabelecer ligações entre os produtos.
  6. Pesquisa de banco de dados. Também conhecida como 'mineração' de banco de dados, essa forma de pesquisa tenta explorar todos os tipos de dados disponíveis sobre os clientes, que frequentemente apresentam outros aspectos reveladores. Os registros de compra, por exemplo, podem revelar os hábitos de compra de diferentes grupos de renda; a classificação das contas de renda ocorre por pareamento de setores censitários. Os dados sobre a renda média por setor censitário podem ser obtidos no Bureau of the Census.
  7. Pós-venda ou Pesquisa de Satisfação do Consumidor. Pesquisas pós-consumidor são familiares para muitos consumidores por meio de ligações telefônicas que seguem a manutenção de um carro ou ligando para a linha de ajuda para problemas relacionados ao computador ou à Internet. Em parte, essas pesquisas têm como objetivo determinar se o cliente ficou satisfeito. Em parte, essa atenção adicional visa também criar boa vontade e propaganda boca a boca para o provedor de serviços.

Escrevendo questionários online



Quando se trata de usar pesquisas baseadas na Web, as pequenas empresas devem seguir algumas regras simples, mas importantes:

  • Quanto mais curto, melhor. Não afaste os participantes da pesquisa com questionários longos. Limite-se a 25 perguntas, que devem levar de cinco a sete minutos para as pessoas concluírem, diz Mary Malaszek, dona da Market Directions, uma empresa de pesquisa de mercado de Boston que trabalha com empresas de todos os tamanhos. Se as pesquisas forem muito mais longas, as pessoas as abandonarão 'e então você não poderá mais usá-las e, da próxima vez que enviar uma pesquisa, elas nem mesmo abrirão', diz ela. Outros métodos para manter as pesquisas curtas, de acordo com um white paper da SensorPro sobre as diretrizes de pesquisa online: torne a primeira página simples, apresente opções de resposta em várias colunas ou uma caixa suspensa e coloque uma barra de status no topo de cada página de pergunta para os entrevistados sabem o quão perto estão de serem concluídos.
  • Evite perguntas abertas. Já que as pessoas querem passar rapidamente por uma pesquisa, não inclua muitas perguntas abertas nas quais elas tenham que digitar as respostas. Perguntas fechadas que eles podem clicar em um botão para responder-; Sim, Não, Talvez, Nunca, Freqüentemente-; funcionam muito melhor, diz Malaszek. As empresas podem usar perguntas fechadas para obter o mesmo tipo de análise aprofundada que as perguntas abertas fornecem usando escalas de classificação, que pedem a um entrevistado para classificar algo em algum tipo de escala, de 1 a 5 ou de 1 a 10, ela diz.
  • Seja persistente. Se você está pedindo aos clientes ou fornecedores que respondam a uma pesquisa, não há problema em enviar mais de um convite, especialmente para pessoas que já indicaram que gostariam de participar. Apenas certifique-se de ter a permissão das pessoas, para que elas não pensem que você está enviando spam, dizem os especialistas da pesquisa.
  • Seja paciente. As empresas decidem que querem fazer uma pesquisa e ficam impacientes quando não conseguem obter os resultados imediatamente, diz Malaszek. Mesmo que as pesquisas online reduzam parte do trabalho, elas levam tempo para projetar e administrar e, quando os resultados são apresentados, mais tempo para interpretar. É uma boa ideia escolher uma pessoa para orientar o processo, diz ela.

BIBLIOGRAFIA

quantos anos natalie morales nbc

Brown, Damon. 'Usando a Web para Pesquisa de Mercado.' IncTechnology.com, outubro de 2006.

Clegg, Alicia. 'Pesquisa de mercado: através do espelho.' Semana de marketing. 16 de março de 2006.

Mariampolski, Hy. Pesquisa de mercado qualitativa: um guia abrangente. Publicações Sage, 21 de agosto de 2001.

McQuarrie, Edward F. A caixa de ferramentas de pesquisa de mercado: um guia conciso para iniciantes. Publicações Sage, 15 de junho de 2005.

Rafter, Michelle V. 'Pesquisas na Web: avaliando os clientes.' IncTechnology.com. Junho de 2008.

Administração de Pequenas Empresas dos EUA. Seção do planejador de pequenas empresas em pesquisa de mercado .

Vincour, M. Richard. 'Quando seu cliente fala, ouça.' American Printer. 1 de abril de 2006.